site-loader
Mike Williams

Mike Williams vai estar, em 2018, no Solaris Sunset Empire.

Desde a primeira nota musical composta por Mike até aos pequenos detalhes das suas atuações ao vivo, o compromisso com tudo o que os fãs têm como experiência é, aparentemente, infinito. Foi um dos poucos artistas a inovar com um novo conceito de som, e o seu cunho musical teve uma importante repercussão. A sua verdadeira identidade assenta na serenidade e na sua sempre vincada modéstia.

O verão de 2017 ficou na sua história, catapultando-o para a Europa – Mysteryland, Parookaville e Tomorrowland, bem como sua estreia no festival do Reino Unido em Creamfields. Depois, rumou aos Estados Unidos, para atuar no Miami Music Week.

Tudo isto, depois de um ano em que sua agenda o levou a apresentar-se nos palcos do EDC Las Vegas e do Ultra Music Festival Miami. Mais perto de casa, o seu desempenho continuou a crescer: o DJ atuou duas vezes no Ziggo Dome de Amsterdão, com capacidade para 17.000 pessoas. 

Lançado no início de 2016, “Sweet and Sour” projetou o artista para um ano memorável. Contou com o apoio de pesos-pesados da dance music, como Hardwell, Oliver Heldens e Afrojack. Mas foi a colaboração com o seu mentor, Tiësto, que realmente impulsionou o jovem DJ para o centro das atenções. Apresentado no auge do verão de 2016, “I Want You” foi aclamado pela crítica. O tema alcançou mais de 24 milhões de plays no Spotify. Hoje, continua a ser uma das faixas mais notáveis de Mike. Após esse sucesso, juntou-se a Tiësto, atuando em super-clubes como Hakkasan, Omnia e Wet Republic.

Durante o sucesso de “I Want You”, Mike lançou um novo single – “Take Me Down” -, a sua faixa de estreia na Spinnin’ Records. Numa exibição ousada dos seus esforços de produção, a música tornou-se num hino. Contou com o apoio de artistas como R3hab, Axwell e Dimitri Vegas & Like Mike, e continua a ganhar centenas de milhares de plays online. Com base nessas grandes conquistas recebidas em 2016, Mike iniciou 2017 com o seu single “Bambini”. A faixa enérgica foi lançada sobre uma enorme liberdade musical, tornando-se numa das favoritas entre os fãs.

Em maio de 2017, lançou o single “Don´t Hurt”, que apresentava o talento vocal da recente cantora Brēzy. “Don´t Hurt” explora a sua habilidade para produzir uma faixa comovente, pronta para a pista de dança. 

Mike mostrou as suas habilidades na arte de remistura em inúmeros sucessos de dança. Entregou remixes ao parceiro Thrinnter (‘Money Maker’) e a Oliver Heldens & Tiësto (‘The Right Song’), tendo ambos tocado as versões de Mike ao vivo nos seus sets. Recentemente, Mike foi escolhido pelo duo Galantis, candidatos ao Grammy, para criar um remix oficial do seu último single.

Após ter crescido numa família musical, Mike começou a estudar piano clássico desde tenra idade. No entanto, o que o motivava realmente era criar a sua própria música. Começou a trabalhar num computador, com as colunas e o amplificador do pai, aprendendo com os DJs aos 12 anos. Mike começou a ser contratado para eventos em adolescente, dividindo o palco com DJs como Martin Garrix, Jay Hardway e Yellow Claw.

Para documentar a sua incrível carreira, Mike contou com a ajuda da sua irmã, uma cineasta que viaja com ele ao longo das suas tournés. “On Tour with Mike Williams” é um olhar mensal sobre a vida do produtor, que lança uma luz sobre a sua agenda agitada enquanto viaja pelo mundo. Além de uma série de vídeos, ele coordena o seu próprio programa de rádio semanal, “Mike Williams On Track“.

A carreira musical de Mike é a prova da sua paixão pela música e da dedicação aos fãs. Apesar de ter uma enorme procura internacional para atuações ao vivo, Mike não mostra sinais de abrandamento no lançamento de novos êxitos. Pronto para o próximo capítulo da sua vida, todos os olhos estarão apontados para o artista holandês.